Seja bem vindo
Torres,28/02/2024

  • A +
  • A -

Casos frequentes de acidentes e mortes acendem sinal de alerta em casos de procedimentos estéticos feitos por não médicos

Qualquer procedimento invasivo ou estético deve ser realizado por médicos especializados, como dermatologistas ou cirurgiões plásticos, que possuem o conhecimento e treinamento adequados

Fonte: Marcelo Matusiak
Casos frequentes de acidentes e mortes acendem sinal de alerta em casos de procedimentos estéticos feitos por não médicos   Procedimento

 

Procedimentos estéticos

 

Casos de complicações graves, infecções,
lesões e até mesmo mortes relacionadas a esses procedimentos são relatados com
frequência. A Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS (SBD-RS) reforça
que apenas médicos possuem a formação necessária para avaliar individualmente
cada paciente, considerar suas condições de saúde, histórico médico e indicar
os tratamentos mais seguros e adequados para cada caso. Além disso, também
possuem o conhecimento necessário para lidar com qualquer complicação que possa
surgir durante ou após um procedimento estético.

 

Exercício Ilegal

 

O caso mais recente ocorreu na cidade de
Palmas, onde uma empresária, dona de uma clínica de estética, foi indiciada por
exercício ilegal da medicina. Ela mantinha um estabelecimento no qual realizava
a aplicação de botox. A funcionária também foi indiciada pelo mesmo crime. Isso
porque era ela quem realizava os procedimentos nas clientes e não possuía
graduação na área médica. A Polícia descobriu o crime por meio da funcionária
que divulgava, em seu Instagram, as aplicações de toxina botulínica (Botox) que
eram realizadas no estabelecimento.

 

Alerta

 

Dados de um trabalho realizado em 2022 pelo
professor da Helio Miot, médico dermatologista e professor da Faculdade de
Medicina de Botucatu (FMB), embasam a preocupação. O material foi publicado na
Plastic and Reconstructive Surgery, revista científica de referência na área de
cirurgia plástica e que costuma reunir artigos que tratam de questões
plásticas, cosméticas e estéticas.

 

Chamou a atenção dos pesquisadores o fato de
que 550 episódios de complicação estavam ligados à atividade de não médicos.
Esse número correspondeu a mais da metade do total de complicações.

 

Por fim, é essencial realizar uma pesquisa
minuciosa sobre as credenciais do profissional antes de se submeter a qualquer
procedimento estético. O corpo humano é extremamente complexo e requer um
profundo conhecimento científico e anatômico, tanto para alcançar resultados
satisfatórios quanto para garantir a segurança a longo prazo dos procedimentos
realizados.

 









































Redação e coordenação: Marcelo Matusiak




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login