Primeira idosa vacinada contra covid-19 no RS recebe homenagem do Estado por seus 100 anos

Em agenda promovida pelo SINDIHOSPA, Eloína Gonçalves Born visitou o Palácio Piratini e foi recepcionada pelo governador Eduardo Leite

Por F.LUCE 22/07/2021 - 18:20 hs

 

Símbolo da esperança na luta contra a Covid-19, a porto-alegrense Eloína Gonçalves Born foi a primeira idosa a ser vacinada no Estado, em 18 de janeiro. Lúcida, alegre e com muita vontade de reencontrar seus familiares, ela completa 100 anos neste sábado (24). Para comemorar o centenário, ela recebeu nesta quarta-feira (21) homenagem do Governo do Estado, no Palácio Piratini.

 

Com os olhos cheios de encanto, a idosa conheceu as dependências da sede do Executivo que, em 2021, também completou seus 100 anos. Ela foi recepcionada pelo governador Eduardo Leite no Salão Negrinho do Pastoreio, em encontro promovido pelo SINDIHOSPA (Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre). A entidade, por meio do Núcleo de Residenciais Geriátricos - Moderna Idade, intermediou a escolha de Eloína para ser a pioneira da vacinação no RS.

 

Além de conhecer os salões do Piratini, a homenagem contou com outros atrativos especiais: um músico da Banda da Brigada Militar comandou o ritmo de um "parabéns pra você" para Eloína, que ainda recebeu um conjunto de orquídeas e um bolo especial em comemoração aos seus 100 anos. "Só tenho a agradecer. Não merecia tanto", disse a idosa emocionada.

 

"A senhora é um exemplo para o Estado. É um prazer revê-la, principalmente assim, com saúde", disse o governador Eduardo Leite, saudando Eloína pela visita e por seu centenário. "A Dona Eloína é um símbolo da importância da vacinação. Os números mostram: quanto mais avançamos na imunização, temos menos casos, hospitalizações e óbitos. É uma alegria estar no Palácio para essa comemoração, e não para participar do Comitê de Crise contra a Covid-19 ou discutir problemas do setor saúde", celebra o presidente do SINDIHOSPA, Henri Siegert Chazan.

 

Desde o início da crise da Covid-19, o Sindicato participa e articula ações no setor de saúde para o enfrentamento da doença, como iniciativas conjuntas dos hospitais, além de protocolos sanitários para os residenciais geriátricos.

 

Nascida na capital, Eloína teve dois filhos (um já falecido), tem quatro netos e três bisnetos. Hoje, vive no Donna Care Lar de Idosos, em Porto Alegre, onde convive com os demais moradores. Em seu dia a dia, gosta de assistir televisão, fazer compras pela internet e, sempre que possível, degusta um pastel, cueca virada e até uma cerveja para um brinde, trazidos pela equipe da instituição.

 

Estiveram presentes ainda na cerimônia o vice-presidente do Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde e representante do Moderna Idade, Robson Morales, e as proprietárias do Donna Care, Andrea Squeff e Renata Verle.