Secretaria do Meio Ambiente e Urbanismo propõe diálogo propositivo a todos interessados pela causa animal

Diante da manifestação da ATPA sobre a existência de um canil clandestino por parte da Prefeitura de Tores nas dependências da Usina de lixo Recivida, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Urbanismos esclarece que cerca de 20 cães encontram-se no local recebendo correto tratamento, devido a Prefeitura estar impedida legalmente de acolher estes animais no Canil Municipal.

Por F.LUCE 15/09/2021 - 20:40 hs
Foto: PMT/DIVULGAÇÃO
Secretaria do Meio Ambiente e Urbanismo propõe diálogo propositivo a todos interessados pela causa animal
DIVULGAÇÃO

 Os animais são abandonados no local e a Prefeitura não deixa de prestar atendimento.

O secretário da Pasta, Júlio Agápio, diz lamentar exposições desta natureza porque a administração municipal investe cerca de um milhão de reais no Canil Municipal, oferecendo ração de qualidade, todo tipo de medicamento, convênio com clínica particular, atuação de dois veterinários e a presença de oito servidores que tratam diretamente com os cães. A sentença judicial é anterior a primeira gestão do prefeito Carlos Souza. Hoje, o Canil conta com 110 cachorros.

Sem entrar no mérito da ação judicial, o secretário convida para um diálogo propositivo, todos os interessados pela causa animal, pois conversando conhecerão sobre a realidade do Canil. Ele mesmo diz que a estrutura é “feia” mas que o tratamento fornecido é muito bom. Que a epidemia impediu um projeto de castração planejado pela Prefeitura, mas que logo terá seu procedimento encaminhado a proprietários carentes. Destaca que a população não deve transferir para o poder público suas obrigações com os animais de estimação e apela ao bom senso, para que tudo seja resolvido dentro do diálogo, do respeito e da Lei.